google.com, pub-2300500520560310, DIRECT, f08c47fec0942fa0
 
Buscar

Projeto PEACE - Campos do Jordão

Atualizado: 17 de mai. de 2020

Do dia 12 ao 17 de agosto de 2019, estive em Campos do Jordão, onde tive a oportunidade de conhecer o Projeto PEACE, que possuí um núcleo no Parque da Lagoinha.

Sobre o Parque da Lagoinha:

Parque da Lagoinha

O Parque da Lagoinha foi inaugurado dia 20 de julho de 2019. É um espaço que a SABESP comprou na década de 1980 com o intuito de fazer uma estação de tratamento de esgoto, mas os moradores da cidade interviram junto com o Ministério Público e modificaram os planos. A estação de tratamento acabou sendo construída em outro local e entregue em 2014. No mesmo ano, a Prefeitura de Campos do Jordão voltou a ser proprietária do parque, que precisou recuperar suas lagoas, já que haviam sido aterradas.

Hoje, a ARLA – Associação dos Amigos da Lagoinha – é responsável pela revitalização do espaço e conta com o Projeto PEACE - Núcleo Lagoinha - para conscientização ambiental, com oficinas para crianças e uma área com viveiros de mudas.


Sobre o Projeto PEACE:

O Projeto PEACE (Projeto Educação Ambiental Para Corações Ecológicos) começou a desenvolver suas atividades em 2008. Possuí ações pensadas e desenvolvidas para transmitir informações teóricas sobre ecologia de maneira divertida e simples, fazendo o público refletir e se inspirar para adotar hábitos mais corretos. A principal ideia é fazer o público aprender sobre a natureza e o meio ambiente "colocando a mão na massa".

As ações costumam ter as crianças como público-alvo, mas, como elas estão acompanhadas dos pais, os conhecimentos são passados para toda a família. Isso melhora a cultura sobre a ecologia no cotidiano de todos.

Em uma conversa com Carol, idealizadora do Projeto PEACE, pude entender que o projeto também possuí o foco em fazer os moradores de Campos do Jordão a voltarem as raízes de sua cidade para entender a necessidade de cuidar do ambiente. - Antigamente, Campos do Jordão, era procurado por pessoas que queriam se curar de doenças respiratórias, como a tuberculose. O ar fresco e a grande quantidade de árvores auxiliavam muito no tratamento. Com o tempo, isso se perdeu, além do turismo mudar as caraterísticas do espaço, o aquecimento global e o desmatamento alteraram as condições climáticas da cidade, assim como do planeta, em geral. - Com o projeto, é possível reflorestar o espaço e plantar uma semente nas crianças, que levam seus aprendizados para casa.


Núcleo PEACE Ambiental no Parque da Lagoinha:

O Projeto PEACE possuí o Núcleo de Estudos Ambientais e Sustentabilidade no Parque da Lagoinha, onde promove atividades para aproximar os visitantes da natureza nativa da região, como, por exemplo, a Araucária e o Pinho Bravo.

No início de agosto, o núcleo já promoveu algumas atividades. A primeira foi a "Agrofloresta", uma vivência sobre os sistemas agroflorestais, apresentando a prática do enriquecimento da área florestal associada ao cultivo de alimentos. Também tiveram atividades sobre a Fauna e a Flora presentes em Campos do Jordão, permitindo que o público compreendesse quais as maiores riquezas naturais da região. Falaram, ainda, de Hidrologia, onde ensinaram sobre a água, rios e suas biodiversidades.

Além de todas essas atividades incríveis, falaram sobre um dos assuntos mais em foco dos tempos em que vivemos, o Empreendedorismo Sustentável. Nessa oficina, explicaram o porquê de os negócios socioambientais estarem emergindo como um caminho promissor para quem quer empreender para melhorar a vida das pessoas e do meio ambiente.


Cada árvore nativa possuí uma placa identificando espécie e idade e uma mensagem de cuidado

Todas as atividades desenvolvidas pelo PEACE foram práticas. Portanto, os moradores da região participaram da plantação e cuidados feitos no parque recém inaugurado, o que, na minha opinião, dá uma sensação de pertencimento muito maior aos moradores - que senti falta nos pontos turísticos mais famosos da cidade, como o Capivari.

Quando visitei o parque, havia muitas mudas plantadas há pouco mais de uma semana e me fez ter muita vontade de voltar depois e ver tudo aquilo crescendo e tendo maior interação da população.

Admito que cheguei lá sem saber o que tinha, só pra conhecer e tirar umas fotos e sem muitas expectativas. Saí de lá completamente deslumbrada e apaixonada pelo espaço e pelo projeto, com vontade de gritar para o mundo sobre esse ideal.


 

Como disse, o Parque da Lagoinha foi recém inaugurado e o Projeto PEACE está desenvolvendo as atividades para cuidar do ambiente e incentivar os moradores a serem integrados ao ambiente. Quem for visitar agora, terá a oportunidade de conhecer o início de tudo. Quem puder acompanhar, ACOMPANHE! Eu quero muito conseguir ver todo esse desenvolvimento.

Ah, e esqueci de falar, a SABESP está apoiando esse projeto, viu?

 

Minha experiência em Campos do Jordão foi muito interessante. Percebi que a cidade é dividida entre a parte para moradores e a parte de turistas. Os pontos turísticos não têm grande participação dos moradores, exceto quem está trabalhando nos comércios. Por exemplo, o famoso Capivari, onde temos muitos restaurantes, cafés, PUBs e shoppings, é rodeado de hotéis e pousadas, e quase não vemos moradores. Ao irmos para pontos mais afastados, como o Horto Florestal, Parque da Lagoinha ou Parque das Cerejeiras, cruzamos a cidade, e vemos o centro da cidade de quem vive lá, e é completamente diferente, lojas mais populares, rotina, a "correria" do dia-a-dia. Vendo isso, percebi que, o Projeto PEACE, além de ser de extrema importância para o Meio Ambiente, também é muito bom para fortalecer a cultura do local e dar mais força para quem vive lá, não apenas aos turistas, que poucas vezes estão interessados na história e raízes de onde estão visitando.


 

Bom, essa é uma dica que tenho para Campos do Jordão. Espero que percebam a importância de projetos como esse nos dias de hoje, já que vemos o quanto o desmatamento está aumentando. Sendo bem sincera, quando estava lá e conversando com as participantes, me senti muito esperançosa para a melhora do meio ambiente. Enquanto cuidava das fotos e escrevia esse texto, acompanhava as notícias das complicações ambientais que a Amazônia está sofrendo e só queria chorar. Por um lado, via jovens se mobilizando, de outro, via o descaso do governo para o meio ambiente. Precisamos cuidar, precisamos pôr a mão na massa e ensinar as crianças sobre ecologia. Precisamos plantar, precisamos reduzir o lixo, precisamos nos mobilizar. Se existe o descaso do governo, que haja mobilização da sociedade, que a gente não permita que um governo negligente destrua o que é nosso.


 

Bibliografia:

http://camposdojordao.sp.gov.br/Noticia/?i=1130&c=15

https://www.instagram.com/projeto.peace/

204 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo