google.com, pub-2300500520560310, DIRECT, f08c47fec0942fa0
 
Buscar

"Forja" - O novo EP do Artista Fernando Parré

Atualizado: 3 de out. de 2021


Retrato de Fernando Parré
Fernando Parré

Fernando Parré, músico, produtor musical, poeta, fotógrafo, filmmaker e pintor de Botucatu - SP, lançou no dia 2 de outubro o EP "Forja". O EP combina diferente estilos musicais: EDM & Downtempo, Darkwave & Lo-Fi, House & Dubstep, Jazz & Rock, Cumbia & Groove, Ciranda & Olodum, trazendo a música como síntese de diversidade em quatro faixas. "Quatro faixas, quatro lugares-formas de ser, estar, sentir e existir no mundo contemporâneo", diz Parré.

"Forja" foi composto no início de 2020, início da pandemia, quando tudo ainda era incerto. Ao longo de um ano e meio, a pesquisa artística percorreu duas grandes vias: visual e musical. Um processo criativo retroalimentado onde o musical direcionou o imagético, que por sua vez aprofundou e lapidou os conceitos e mensagens sonoras. Todo o EP se conecta perfeitamente, onde as músicas compõe uma narrativa mesmo sendo individuais. Além disso, o visual; cada música tem a sua arte individual e a capa é o conjunto das quatro.

Capa do EP "Forja"

"De início, músicas e letras que se faziam enquanto uma reza, um bem desejar e uma constatação de como se dão as forças que moldam as paisagens e as pessoas. De como o tempo, as presenças e os encontros são fundamentos de como agimos, acolhemos nossas fortalezas e fraquezas, alegrias e tristezas; de como lidamos com a pandemia, o neofascismo, com todo o passado que nos trouxe até o presente. De como fazer para transformar o necessário." - explica Fernando Parré.


O artista ainda explica que o nome "Forja" veio pelo significado epistemológico da palavra em latim: "oficina, ofício ou arte". "A forja que são nossas mãos, a arte de moldar o metal-realidade a partir do calor, da força e da delicadeza, precisão e insistência. Forja é ser pessoa e viver no tempo de agora", finaliza.


O EP "Forja" está disponível nas plataformas de streaming.


Ficha Técnica:

Fernando Parré - Composição, execução, co-produção e mixagem

Fainestai – Produção musical e fotográfica

Guilherme Chiappetta – Masterização

Nada Studio Criativo – Capa

Gravado no Estúdio Forja

Este EP foi uma ação realizada com recursos da Lei Aldir Blanc.

 
  1. PRANTO, de ser pequeno perto da história, perto do necessário para mudar. Perto do tempo: passagem; vai, vem. De ver que as crises são plano em ação. Da morte que, agridoce, finaliza e recomeça. Da esperança enquanto verbo.

  2. FESTA, dos movimentos opostos e complementares: o lento, gradual, pouco a pouco, e o rápido, súbito, de uma só vez. Do celebrar e insistir, se alimentar na força dos encontros – e desencontros. Do olhar a partir de um ponto e, com tantos outros pontos juntos, abranger a perspectiva conjunta, transformadora.

  3. LUTA, de um dia após o outro, do desejo dos bons ventos, que geram movimento e arejam as ideias e sentires. Da ponte que somos entre chão e céu. Do cultivo que o tempo demanda. Das mãos, interface entre ser e estar. Do poder imenso que reside em cada pessoa.

  4. LAR, dos lugares espaciais e subjetivos que habitamos, onde confortamos e acolhemos a nós mesmos. Das raízes, nutrição e sustento. Do lar partimos, ao lar chegamos, em lar estamos.



33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo